terça-feira, 5 de agosto de 2008

A caixinha das memórias

Sou daquelas pessoas que acredita que "Recordar é viver", que tem muito frequentemente ataques de nostalgia e que gosta de guardar todas as recordações que consegue. Não sei se vocês são como eu, mas com certeza ja vos aconteceu encontrar uma fotografia, um papel, um objecto que vos recorde daqueles bons (ou maus) momentos.

Eu gosto de encontrar esses objectos. Por isso comecei a guarda-los nas minhas "caixinhas de recordações". Duas simples caixas de cartão, que guardam bons e maus momentos.
Uma delas contém objectos, alguns sem importância alguma.
Outra contém a parte mais nostálgica: a escrita.

Bilhetinhos que enviei nas aulas no 9º ano (e tambem no 10º), com desabafos do tipo "que aula mais seca", grandes conversas sobre os amores, pedidos e conversas cómicas sem sentido nenhum.

As minhas reflexões, algumas delas que não postei neste blog.

Os meus diários

E uma agenda daquelas que saem nas revistas "Bravo" ou "Super Pop", do ano 2005/2006, que comecei a usar o ano passado para escrever pequenas notas, dicas ou simplesmente algo que me vinha à cabeça na altura.

É giro - e interessante - abrir estas caixas. Encontrar aqueles objectos que, como já tinha mencionado, nos levam a recordar os bons e maus momentos. Reler aquelas folhas com registos dos meus pensamentos.

É interessante recordar o passado e comparar a minha forma de pensar actual com a daquela altura.

Cresci - ao longo destes anos cresci, não só fisicamente.

E descobri, há já algum tempo, que não só os bons momentos, mas também as más memórias me ajudaram neste crescimento, tornando-me mais fria, mais desconfiada, mais isto, menos aquilo....

E também descobri - agora mesmo - que estas "caixinhas de recordações" ajudam a ganhar inspiração.

Pelo menos, penso que o tamanho do post reflecte isso.

***

nota para a Mónica, se ela entretanto ler o post -> Enquanto escrevia o post lembrei-me do teu "baú de recordações", e embora me tivesse lembrado deste título, agora que vejo bem, representam os dois mais ou menos a mesma coisa, não é?

1 comentário:

Eu disse...

Sabes que essa do "baú de recordações" não saiu da minha cabeça ao acaso. É mesmo verdade, eu também tenho um bauzinho onde guardo esses papelinhos, e esses objectos que me fazem lembrar muitos momentos da minha vida! E adoro abri-lo e ficar a olhar encantada para eles, e a lembrar-me de tudo o que eles significam para mim...

Um dia também hei-de escrever um post sobre isso... :D